Destinos - Aveiro

Na zona litoral da Região Centro, Aveiro surge como uma cidade que cresceu nas margens da Ria de Aveiro.

Chegar a Aveiro é chegar a uma cidade sem igual em Portugal. Onde se circula por entre os seus canais e ao mesmo tempo se está junto ao mar. Ao passear pela cidade apercebemo-nos de um estilo de decoração dos edifícios – a Arte Nova – que dá cor e vida às margens da Ria de Aveiro. Passeie muito, mas não se esqueça da iguaria rainha da cidade: os ovos moles!

A Ria de Aveiro é elemento essencial da cidade, não se podendo falar de uma sem a outra. Dá-lhe uma identidade sem igual, rodeando a cidade de canais, o que faz que a cidade seja identificada por muitos como a “Veneza de Portugal”. Aventure-se num passeio de barco, nas embarcações típicas aveirenses, os moliceiros, e delicie-se com a paisagem.

Ninguém pensa em Aveiro sem lhe vir à memória as famosas casas pintadas com riscas coloridas da Costa Nova. Inicialmente, estes “palheiros” eram utilizados pelos pescadores para arrumação. Ao longo dos anos, foram-se transformando em casas de verão, pois cada vez mais a praia da Costa Nova era procurada pelas propriedades da sua água, rica em iodo. Se visitar a Costa Nova, não perca o mercado, com marisco acabado de apanhar, e as famosas tripas de Aveiro que se vendem na rua.

A produção de sal na Ria de Aveiro foi uma importante atividade económica importante ao longo de vários séculos, estando as salinas ainda hoje preservadas e algumas em funcionamento. Visite-as e descubra mais sobre esta atividade secular.

Perto das salinas encontra-se o Campus Universitário de Aveiro, que se assemelha a uma pequena cidade, construída por vários dos mais proeminentes arquitetos portugueses. Uma das mais inovadores e dinâmicas universidades do país, que veio trazer uma nova vida à cidade.

Imperdível para os amantes da natureza e de caminhadas é dedicar um dia a percorrer os Passadiços do Paiva, em Arouca, junto ao Rio Paiva, considerado um dos rios mais limpos do mundo e onde pode aproveitar para dar um mergulho na Praia Fluvial do Vau. Outra das paragens obrigatórias é a Serra da Freita, também em Arouca, onde poderá perder-se por uns dias a descobrir os vários percursos pedestres recheados das mais diversas paisagens, desde montanhas, a lagos e riachos de cores únicas. Se conseguir, dê um salto a Espinho para um belo de dia de praia e não se esqueça de provar o afamado camarão de Espinho.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok